Presidente comemora participação de eleitores de Pinheiro em eventos do Tribunal

Pinheiro passou por revisão biométrica obrigatória entre 29/05 e 19/12/17, restando aptos a votar em 2018 48.380 eleitores

Votação simulada biométrica Pinheiro

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão realizou audiência pública e votação simulada biométrica em Pinheiro na sexta, 24, e domingo, 26 de agosto, que tiveram a participação especial de Giuseppe Janino, secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral, um dos criadores da urna eletrônica.

Pinheiro passou por revisão biométrica obrigatória entre 29 de maio e 19 de dezembro de 2017, restando aptos a votar em 2018 48 mil 380 eleitores. A população estimada da cidade é de 82 mil 374.

A audiência pública ocorreu no Centro Cultural da cidade, na qual Janino destacou a segurança do processo eleitoral informatizado, apresentando diversos números e gráficos que comprovam a eficiência e transparência da votação eletrônica no Brasil.

“O Brasil tem a maior eleição informatizada do mundo. Nas últimas duas décadas, o país passou por um processo de evolução que eliminou a intervenção humana por meio da mudança da urna de lona para a urna eletrônica. Antes, as principais características eram processo lento, repleto de erros e com muitas fraudes, em que se levava até semanas para se obter o resultado e sempre acompanhado de muita suspeição. A forma de diminuir a intervenção humana foi a automação. Desses esforços, surgiu a urna eletrônica brasileira, cujo projeto não é de empresas privadas e sim do próprio TSE. Quem desenvolveu a especificação técnica, o modelo, os sistemas, foi o TSE. A empresa que materializa a urna simplesmente aplica todo o conhecimento desenvolvido pelo Tribunal. Não há como colocar dentro da urna qualquer outro elemento que não seja autorizado pelo TSE. Existe equipe do TSE dentro da própria fábrica. A empresa não consegue sequer abrir a urna para testar sem a autorização do TSE. Temos total controle”, explicou Giuseppe.

Por fim, Giuseppe falou de diversos métodos adotados pela Justiça Eleitoral para aperfeiçoar cada vez mais a segurança da urna eletrônica, como processos de auditoria, assinatura digital, votação paralela e testes públicos de segurança.

Votação simulada biométrica

Já a votação simulada ocorreu no IEP com o objetivo de dar oportunidade aos eleitores do local de conhecerem o sistema biométrico que será usado pela primeira vez na cidade.

Presente à votação simulada, o desembargador Ricardo Duailibe, presidente do TRE-MA, defendeu o exercício do voto livre por parte do eleitor, que deve ainda analisar bem as propostas dos candidatos antes de decidir em quem votar.

De acordo com dados da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-MA, em torno de 100 eleitores aptos a votar no IEP compareceram.

Também participaram os chefes dos cartórios eleitorais das 37ª e 106ª zonas eleitorais (Pinheiro), lideranças políticas e comunitárias e a imprensa.

A próxima atividade do TRE-MA no interior será realizar eleição simulada em Montes Altos, termo da 103ª zona, no dia 2 de setembro, das 8h às 12h.

 

 

Últimas notícias postadas

Recentes