Projeto Voto Jovem na Escola: primeira palestra será proferida no Liceu nesta sexta, 23 de agosto

Lançamento da edição 2019 ocorreu no dia 22

Lançamento Voto Jovem na Escola 2019 na sede do TRE-MA

Na tarde desta quinta, 22 de agosto, a Corregedoria Regional Eleitoral, com apoio da Escola Judiciária, lançou a edição 2019 do projeto Voto Jovem na Escola, cujo primeiro ato foi receber, na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, autoridades jurídicas, gestores e alunos de escolas públicas e privadas de São Luís para apresentar as novidades preparadas para este ano.

Coberturas do evento no perfil @tremaranhao do instagram, no canal TRE-MA do Youtube e álbum de fotos disponível no Flickr TRE-MA.

Ao abrir o evento, o desembargador Cleones Cunha, presidente do TRE-MA, exaltou: “essa Casa é de vocês porque acreditamos na juventude e queremos conviver para que possamos viver bem a democracia. Sou cidadão brasileiro. Significa que tenho inúmeros direitos e inúmeros deveres, a começar pelo direito à vida, pelo direito à educação, pelo direito à família e pelo direito de escolher aqueles que vão nos governar através do voto. Vocês estão aqui para aprender a votar? Não. Temos que aprender juntos a escolher bem, a participar ativamente da vida do nosso país. Isso é fundamental e a justiça eleitoral tem essa função”.

Em seguida, o desembargador Tyrone Silva, corregedor, ressaltou a finalidade fundamental do projeto que é despertar nos jovens o interesse pela participação na política, entendendo a cidadania. “Pretendemos levar ao conhecimento dos jovens como se organiza o Estado, a estrutura, os governantes e seus papéis, o sistema de governo, enfim, fazer com que participem do processo eleitoral, com vistas a melhorarem seus municípios, estados, país”.

O diretor da Escola Judiciária, juiz federal e membro da Corte Wellington Cláudio Pinho de Castro, endossou as palavras do presidente e corregedor, afirmando que os jovens são o futuro da cidadania, pedindo a tolerância nos discursos políticos, evitando os exageros, sempre em busca do consenso. “O voto é muito mais que um dever, é um direito soberano. Como diretor da Escola, prevejo que o aprendizado será recíproco”.

Ex-aluno do Liceu e ex-presidente do Regional, o desembargador José Bernardo falou de sua experiência no referido colégio, onde, nesta sexta, 23, proferirá palestra junto com os desembargadores Cleones Cunha e Tyrone Silva a partir das 17h. “Quero cumprimentar em especial os professores, que merecem nosso respeito em primeiro lugar pelo papel que exercem, e, em seguida, os jovens, nosso público-alvo nesta ação”.

A deputada estadual Daniella Tema discorreu brevemente acerca da lei 11.082/2019, que trata de ampliação do diálogo com a juventude através da promoção de atividades diversas como laser, esporte, cultura e debates sobre a política.

O estudante Israel Magalhães, presidente do Grêmio Estudantil do Liceu Maranhense, manifestou orgulho por representar uma entidade cujo papel é zelar pelo exercício da democracia e citou um exemplo de como levar esse assunto aos jovens. “Devemos praticar exercício e não atividade física, porque o exercício é contínuo. Com a democracia não é diferente. O exercício dela deve ser contínuo, primando pela harmonia política, inclusive na escola”.

Por último, a professora Christiane Prazeres, gestora da escola Almirante Tamandaré, destacou que o projeto agrega valores importantes, como a conscientização do papel de cada um dos jovens na sociedade.

Primeira palestra

O Liceu Maranhense, situado no Centro de São Luís, será a primeira escola a sediar palestra do Voto Jovem de 2019, a partir das 17h.