Histórico dos corregedores

Após longo período de autoritarismo vivido no Brasil, denominado “Estado Novo”, foi inaugurada nova fase, que ficou conhecida como “Democracia e Populismo”, tendo as Corregedorias Eleitorais cumprindo papel fundamental na formação do alicerce alcançado nesse período.

A Corregedoria Regional Eleitoral do Maranhão, como as demais do país, foi criada somente em 25.07.1955, através da Lei n. 2.550, que alterou o Código Eleitoral.

Essa lei estabelecia que os Tribunais Eleitorais seriam compostos de três desembargadores, sendo um Presidente, um Vice-Presidente e um Corregedor-Geral da Justiça Eleitoral da circunscrição a que pertencia.

No Maranhão, o primeiro Corregedor-Geral foi o Desembargador Fausto Fernandes da Silva, no período de 1955 a 1960.

Desde sua criação, somente no ano de 1970, foi eleita a primeira Corregedora, a Juíza Judith de Oliveira Pacheco.

Ao longo dos anos, a Justiça Eleitoral do Maranhão e, especificamente, o órgão da Corregedoria Eleitoral vêm obtendo significativos resultados com a utilização de recursos materiais e humanos cada vez mais qualificados, proporcionando uma fiscalização eleitoral responsável. Atualmente, não só as populações das capitais dos Estados, como aquelas que residem nos lugarejos mais distantes e de difícil acesso, estão tendo oportunidade de exercer sua cidadania, escolhendo seus representantes, devido à implantação da urna eletrônica, recurso este que garante uma maior segurança e confiabilidade às eleições.

A Corregedoria Eleitoral do Maranhão, até esta data (2018), foi presidida por 37 corregedores, entre juízes e desembargadores.