Juízo da 101ª zona eleitoral cria local de votação na aldeia Axingueridá

Posto de saúde da aldeia funcionará como local de votação

Imagem em formato 350 por 188 pixels que mostra dois dedoches da biometria vestidos de índios

Os indígenas da aldeia Axingueridá, localizada na cidade de Centro do Guilherme, que pertence à 101 zona eleitoral do Maranhão - cuja sede é o município de Governador Nunes Freire, poderão votar em uma das 5 seções que funcionarão a partir das eleições de 2020 no posto de saúde do local.

Ao atender ao pedido do poder executivo municipal, o juiz eleitoral Flávio Fernandes Gurgel Pinheiro, após realizar vistoria pessoalmente, ouvir o Ministério Público - que atestou a legalidade do pleito, e solicitar informações à Fundação Nacional do índio (FUNAI) – que não se manifestou, decidiu por criar na aldeia um novo local de votação, instalando ali 5 seções, que devem atender cerca de 200 eleitores indígenas.

“Não se trata de propriedade rural privada ou propriedade pertencente a candidato, membro de diretório de partido, delegado de partido ou autoridade policial, bem como de seus respectivos cônjuges e parentes, consanguíneos ou afins, até o segundo grau; há energia elétrica em regular funcionamento; há serviços de telefonia e internet; há acessibilidade para pessoas portadoras de necessidades especiais; e há eleitorado que suplanta o número mínimo exigido, vez que, no local, existem cerca de 200 eleitores”, registrou o magistrado em sua decisão, não deixando de acrescentar que “o trajeto para sede do município é dispendioso e por demais desgastante, vez que aquela comunidade não dispõe de meios de transporte suficientes para atender a todos os seus componentes a contento”.

Últimas notícias postadas

Recentes