Mutirão Processual: 93ª zona eleitoral teve mais de 50% de seus processos analisados

A Corregedoria Regional Eleitoral comemora o resultado do primeiro mutirão processual realizado na 93ª zona eleitoral, que abrange os municípios de Paço do Lumiar e Raposa, no período de 31 de maio a 02 de julho. Essa ação, determinada pela desembargadora Angela Salazar, corregedora, busca dar apoio às zonas eleitorais no julgamento dos processos pendentes.

O mutirão faz parte do cumprimento das metas nacionais do poder judiciário e da diretriz estratégica nº 1/2021 estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça, segundo as quais as Corregedorias devem desenvolver projeto de trabalho para redução do acervo processual das zonas eleitorais.

Do total de 621 processos físicos e eletrônicos, foram analisados 402, o que equivale a 64,73% do acervo da zona, sendo 205 prestações de contas, 53 representações, bem como cumpridos 114 mandados de citação e 30 mandados de intimação.

A chefe de cartório da 93ªZE, Liliane Lopes Melo, parabenizou a iniciativa da realização do mutirão e agradeceu todo o apoio dado pela Corregedoria. O resultado possibilitará atingir o objetivo que é o atendimento da meta estabelecida pelo CNJ.

Os mutirões podem ser realizados de ofício pela Corregedoria ou por solicitação do magistrado, devendo a zona informar o quantitativo de processos que serão analisados por classe, ano de autuação e fase em que se encontram; quantitativo de servidores efetivos e requisitados da zona eleitoral e a inviabilidade de cumprimento das metas do CNJ.